A banda mais antiga em atividade até hoje - Creedence Clearwater Revival

O baterista Doug "Cosmo" Clifford, aos 65 anos, pode testemunhar que viu o mundo do rock atravessar explosões e cataclismos, calmarias e tempestades, revoluções e involuções. Desde 1967, ele toca num dos grupos mais antigos de rock do mundo, o Creedence Clearwater Revival (desde 1995 rebatizado, após a saída do cantor e compositor John Fogerty, em 1972, como Creedence Clearwater Revisited). São 43 anos nas baquetas - talvez apenas Charlie Watts, dos Rolling Stones, possa competir com ele em constância. O Brasil, nestes últimos 15 anos, tem sido um destino frequente, por conta do apelo nostálgico de canções como Bad Moon Rising (protótipo do rockabilly), Born on the Bayou, Have You Ever Seen the Rain?, Proud Mary, Who"ll Stop the Rain e Down on the Corner - todas compostas por Fogerty. O Creedence, símbolo de um estilo de vida do norte-americano sulista, foi formado em 1967, em El Cerrito, Califórnia. Hoje em dia, passa seus dias lustrando aqueles hits do passado pelo mundo (boa parte do tempo, tocam em cassinos, como um tipo de Frank Sinatra do rock, cuja fama já batizou até um atacante do time do Guarani). "Passamos 16 anos com John (Fogerty). Agora, é como se estivéssemos vivendo uma segunda vida", explicou Clifford, falando por telefone ao Jornal Estado de São Paulo sobre mais esta turnê pela América do Sul. Ele e seu colega Stu Cook (baixista), remanescentes da formação original do Creedence, rejeitam peremptoriamente a acusação de que não teriam o direito de levar adiante algo cuja mágica já teria sido desfeita há quase duas décadas. Cosmo e o baixista Stu Cook se conhecem desde a escola primária. Eles resolveram ressuscitar o Creedence, após a saída de Fogerty, com o intuito de fazer apenas uma turnê curta. Convidaram o guitarrista Elliot Easton, ex-The Cars, e o cantor John Tristao (que, curiosidade, foi ator na série Twin Peaks). Logo estavam com uma agenda de cem concertos por ano, e não pararam mais. Só voltaram a rever Fogerty no palco em 1993, quando o Creedence entrou no Hall da Fama do Rock. Atualmente, além dos dois, o CCR tem Tristao, Steve Gunner (multi-instrumentista) e Tal Morris (guitarra) em sua formação.

Um comentário:

  1. Discordo. Em se tratando de banda, Renato e Seus Blue Caps é a banda em atividade mais antiga do mundo, já são passados 54 anos de estrada, fazendo show's e bailes por todo o Brasil. Qual outra banda que está com esse tempo todo?

    ResponderExcluir

Obrigado pelas críticas e sugestões.Um forte abraço !